Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escrevo, logo existo

Escrevo, logo existo

livrosbolso-billboard
09
Abr20

Não existe solidariedade na UE... E novidades??

Escrevo, logo existo

Podemos afirmar que a solidariedade europeia pode existir, não pode existir é no quadro da União Europeia. Sempre se soube que sentar barrigudos capitalistas à volta de uma mesa com pobres dá sempre mau resultado, pois os seus interesses são antagónicos. Depois de mais uma reunião, nada resultou dela e isso deve-se aos interesses antagónicos e às suas diferentes realidades.
Portugal necessita de começar a procurar relações alternativas no quadro do continente europeu e também noutros continentes porque na União Europeia já vimos várias vezes que não vale a pena esperar nada mais do que o chupar de dinheiros públicos dos portugueses.
A ideia de que a União Europeia é o sítio do qual vai surgir a solução para este problema que aí vem, é a mesma coisa do que esperar que o ovo saia do cu do galo por não termos galinhas. A Holanda não é o país que não perceberam o que é União Europeia, como é dos países que percebem melhor o que é a União Europeia e a juntar a estes podemos incluir também a Alemanha, perceberam que a União Europeia é uma forma de centralizar a economia do continente e secar tudo à volta e estes dois países são dos principais a usufruir desta política de terra queimada. Os Ingleses saíram e bem percebendo a tempo e a sua vida continua, se nós percebermos tarde de mais, a nossa vida poderá recuar. Enquanto é tempo tomemos uma atitude!

08
Abr20

Conselho que vos deixo: Vejam a Odisseia!! Já seus porcos!! (disponível aqui)

Escrevo, logo existo

Nestes tempos difíceis temos de nos entreter com alguma coisa, mas o que vos venho deixar, é algo mais do que entretenimento é cultura! Desafio-vos a ver a Odisseia de Bruno Nogueira e Gonçalo Waddington, a série está toda disponível na RTP Play, tem 8 episódios e vale muito a pena.


Mistura a grande epopeia de Homero com parvoíce, comédia, drama e muita alegria. Vejam deliciem-se e nunca percam a oportunidade de fazer da vossa vida uma odisseia.
Ah e já me esquecia, também tem muitos rabos e muita droga.

Todos os Episódios da Odisseia

06
Abr20

Iniciativa de vez em quando liberal

Escrevo, logo existo

 Ontem foi o programa do Ricardo Araújo Pereira em que o convidado foi Cotrim Figueiredo. O que salta à vista é nada mais nada menos de que a Iniciativa Liberal é de vez em quando Liberal, pois defendem ideias "liberais" para as empresas poderem fazer lucro à custa da exploração dos trabalhadores à vontade, mas se estas tiverem "dificuldades", defendem a intervenção do estado.
Acreditam na mão invisível e por isso estão sempre a levar chapadas de realidade na cara.

"SAÚDE – LIBERDADE DE ESCOLHA E ACESSO DIVERSIFICADO

Reestruturação da ADSE como um sistema de saúde de livre acesso a todos os cidadão." Site da IL.

Esta proposta roça o ridículo tendo em conta que a ADSE é da responsabilidade dos trabalhadores da Função Pública e não do estado. Ela funciona como uma espécie de cooperativa em que é financiada pelos próprios trabalhadores.
Isto demonstra o desconhecimento e o desespero da IL para acabar com o SNS para favorecer o grupo Melo entre outros.

"REFORMA DA FUNÇÃO PÚBLICA

Equiparação dos estatutos laborais de função pública e trabalhadores privados. Redução do número de trabalhadores contratados para a função pública e optimização destes recursos humanos. Implementação transparente dos princípios da meritocracia, da qualidade de serviço, e da eficiência como critérios essenciais de promoção e hierarquização." Site da IL.

Aqui é uma jogada muito esperta e assente no conhecido preconceito da tasca "Os função pública não fazem nada e vivem à conta do estado", uma proposta séria seria ao contrário desta, ou seja, equiparação dos direitos trabalhadores privados aos trabalhadores do sector público. Assim resultaria numa melhoria de condições de vida.
A proposta da IL resulta no recuo de direitos da função pública, quando sabemos que o exemplo do estado deveria de ser alargado a todo o sector privado e que a equiparação à função pública, resultaria numa melhoria de condições de vida, na generalidade da população .
Resumindo
A IL apenas serve como mais um partido para promover a desvalorização dos direitos dos trabalhadores e como balão de oxigénio dos grandes interesses!

 

 

 

28
Mar20

Cambalhotas da Direita e a falta de escrúpulos

Escrevo, logo existo

PSD

O Rui Rio acha que não deviam de estar tantos deputados do PSD no plenário da Assembleia, saíndo do hemiciclo durante a sessão. Lembro ele é lider do mesmo partido em que tem o dobro dos deputados recomendáveis. É um inception político.

Iniciativa Liberal

De "ideologia liberal" que defende a intervenção do estado quando o mercado não dá resposta, ou seja, que deve pagar os prejuizos do privado.

P.s. Os factos falam por si.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Enquanto a direita anda às cambalhotas (e ainda bem), a falar da defesa das "empresas", essa entidade abstracta, quando sabemos que eles estão a falar dos proprietários das empresas, pois em relação à segurança dos trabalhadores e dos seus empregos remetem sempre para segundo plano (ou quinto). 

Enquanto a direita continua pela espuma dos dias, outros estão na vanguarda da defesa dos trabalhadores, falando sobre os despedimentos ilegais, os não pagamentos de salários etc. 

A luta de classes em tempo de pandemia e de estado de emergência não se suspende e é necessário continuar a trava-la até porque está em marcha o plano mais asqueroso de tentativa de reversão de direitos, projecto este que quer fazer um ajuste de contas com o que foi conquistado na última legislatura, aproveitando-se do Covid-19. Aqui é que se vai ver, mais uma vez, de que lado está o Partido Socialista, a luta vai continuar pois sabemos que não há muito que se espere desse partido.

A maior lição que a nova fase da vida política nacional deu foi a conclusão que a crise económica resolve-se com mais dinheiro nos bolsos da população e com mais dinheiro a girar. Seja de facto um ensinamento que oriente a ação política e não um mero acontecimento do passado esquecido. 

No que toca à União Europeia é impressionante a quantidade de madames ofendidas pelo "comportamento" da Comissão Europeia, a questão é que estas atitudes são fruto da natureza da própria UE. Não existe aqui nada de impressionante!

A UE é centralista e monopolista no ponto de vista financeiro e económico, esta é a tradução da expressão "solidariedade (da União) Europeia" que promove as diferenças e as desigualdades entre os países e os seus povos. É um directorio de potências, nesse sentido nunca irá servir os interesses dos diferentes povos e trabalhadores.

O país e o mundo está muito incerto, mas tenho uma certeza: Grandes perigos, convivem com grandes potencialidades. É aqui que devemos todos de actuar, lutar por uma sociedade diferente centrada nos trabalhadores e que promova os seus direitos, para tal é preciso alternativa e para tal é urgente lutar!

Alternativa essa que passa pela renegociação da divida, pela saída do Euro e da União Europeia, construindo o caminho para a Alternativa Política Patriótica e de Esquerda, a única que é capaz de dar resposta ao que o país e o povo precisam.

 

17
Mar20

Música Cubana - hinos da alegria de um povo

Escrevo, logo existo

Começo por mostrar no primeiro video para mim aquele que é o grande cantor da revolução cubana Carlos Puebla, numa música que se refere ao sentimento libertador da revolução cubana e aquilo que ela representou: 

*Uma curiosidade esta música é cantada na famosa tasca cubana em Havana Velha a "La Bodeguita".

* Carlos Puebla o mesmo compositor de Hasta Siempre https://www.youtube.com/watch?v=0k8xMiZp588

Em segundo traga-vos uma música de um grupo que mostrou a música popular cubana ao mundo que a elevou aos maiores palcos do mundo, nada mais nada menos do que os famosos Buenna Vista Social Club. 

*ver o filme sobre os Buenna VIsta Social Club disponível na netflix para conhecer melhor a sua história https://www.youtube.com/watch?v=mwyGPg8cYvY .

Assim concluo com um desafio, mergulhem e conheçam quer a história e reportório destes ou de outros artistas e deliciem-se por um povo que resiste e luta contra o mais violento e duradouro bloqueio de sempre por parte dos EUA e no final irão questionar-se de onde vem tanta felicidade e alegria. A alegria e felicidade do povo cubano vem do facto de serem livres, com dificuldades externas impostas, mas livres porque são eles que decidem o seu futuro!

 

13
Mar20

Tudo o que é preciso para acabar com o Covid 19

Escrevo, logo existo

É simples: Acabar com a estupidez!! Se querem gelados comam-nos em casa, se querem cagar que nem uns animais, caguem à vontade, mas não se preocupem que o papel higiénico não vai acabar, se têm tempo livre e não sabe o que fazer, tenho duas sugestões excelentes TV e Internet, são umas engenhocas que inventaram à pouco tempo.

A DGS devia de contratar fiscais da estupidez em que actuavam nos supermercardos a dar chapadas a quem comprar coisas, para além do que é necessário para si. E outros que andariam de avioneta nas praias a largar bostas de vaca para o areal, para acertar nos estupidos.

Se querem combater a pandemia fiquem em casa, se não querem pratiquem o suicidio, mas não lixem os outros!

25
Fev20

A música que vos deixo para o momento em que estamos: Racismo é Burrisce!

Escrevo, logo existo

A tranquilidade desta música remete-nos para necessidade de auto reflexão.

Apesar desta falar sobre a realidade brasileira, é universal e encaixa-se muito bem na nossa realidade. Crítica o negacionismo do racismo, diga-se de passagem que vive de braços dados com outro tipo de negacionismos e branqueamentos. 

Faça a sua lavagem cerebral e diga não ao racismo, com mais ou menos floreados!

#racismoéburrice #diznãoaoracismo

29
Jan20

Joacine e Ventura : Dupla de tango invencível

Escrevo, logo existo

Joacine voltou ao bar meio triste e Ventura convidou-a para dançar dando-lhe animo e força, como disse no inicio desta legislatura, estes dois vão alimentar-se um do outro, basta ver pelos "posts" no twitter de Rui Tavares, que está a aceitar este "convite para dançar": 

Capturar.JPG

É importante estarmos atentos a isto e não esquecer como sempre disse, um alimenta-se do outro. Um segredo o principal perigo da extrema direita não está nem no Chega nem no PNR, mas sim nos principais partidos, nomeadamente no CDS-PP (aquele gajo viciado em coca) e no PSD (vários gajos viciados em coca). 

Vamos lá combater isto ridicularizando e dando a importância política que tem que é: nenhuma! Dar-lhe importância é dar-lhe o que quer, claro e a sua companheira de tango também o quer, pois isto vai ser a sua tábua de salvação.

27
Jan20

Rearrumação de forças à direita: Qual a resposta à esquerda?

Escrevo, logo existo

Um CDS-PP e um PSD em definição dos seus caminhos, estratégias e táticas, entre o “centro” esquerda e a direita, se considerarmos que existe centro, espaço este que é uma falácia, pois não existe meias questões na política, ou se é de direita ou de esquerda!

O aparecimento de novas forças, desde o Chega à Iniciativa Liberal, a criarem um novo enquadramento para o eleitorado de direita mais “conservador” (para não dizer outra coisa).

O PSD de Rui Rio é um PSD que tenta disputar ao dito centro, resta saber se isto é suficiente para conquistar o poder, o presidente eleito do CDS-PP tenta disputar à direita o eleitorado, afirmando ao mesmo tempo que a quer unir a direita enquanto “vanguarda”, movimento este que Passos Coelho (D.Sebastião?) já veio dar um ar da sua graça. Esquecendo-se que a sua presença encontra-se em todo lado, menos nas graças do nosso povo que sofreu nas suas mãos.

Outra questão é que o povo está “sereno” como o PS gosta, mas não querendo isto dizer que está contente. Agora uma coisa é certa, irá manter-se enquanto não se apresentar uma alternativa mobilizadora quer à direita, quer à esquerda (espero eu à esquerda).  

O CDS-PP vive o mesmo dilema sendo que aqui a referência em vez de ser entre o Sá Carneiro e o Passos Coelho, é entre a direita católica conservadora (Salazarenta/populista) e a doutrina social da igreja menos populista e menos conservadora.

Como dizia o outro: “Com os problemas dos outros, posso eu bem!” o que me preocupa é; quando o PS der para o torto porque rebaixa-se à UE porque não renegoceia a divida nos seus prazos juros e montantes porque injeta dinheiro no novo banco que em nada contribui para o desenvolvimento do país. Será que existirá a força capaz e necessária para que estes direitolas que vestem calças beges, ou os outros que penteiam o cabelo para trás não voltem para lá e que garanta ao mesmo tempo que o PS não leve o país e os trabalhadores à desgraça? Uma alternativa de poder que se coloque agora, pois quando der para o torto já é tarde demais e o cassete dá a volta e toca o mesmo.

A história continua … Não percas o barco …

19
Jan20

Frederico Ventura - uma questão política e um caso num determinado derby, com dois determinados clubes, num determinado estádio

Escrevo, logo existo

O que aconteceu no último derby não deveria de ter acontecido, a questão é que esse facto está a servir mais uma vez para denegrir o papel das claques. A ideia de que as claques são um bando de marginais, é preconceito há muito enaltecido. A questão que se deve fazer não é se devemos acabar com as claques, mas sim para que servem.

As claques desempenham e sempre desempenharam um papel central na defesa dos interesses dos sócios, uma espécie de vanguarda do clube. Sobre isto tenho vários exemplos, foi a claque do Belenenses que resistiu até à última contra a sua SAD, foi a claque do Benfica com o seu apoio que contaminou todo o estádio e virou o resultado contra o Sporting e que representou o início de uma reviravolta no campeonato. 

As claques têm problemas como é obvio, mas as claques é só mais uma expressão do movimento associativo. Consideremos o seguinte porque é que por alguns adeptos decidirem consumir drogas e andar à pancadaria indigna-nos mais do que a lavagem de dinheiro e a corrupção?

Lembremo-nos de uma coisa quem criou esta situação de crispação com as claques do Sporting? Quem instigou o ódio com a retirada de direitos a estas organizações e aos sócios por terem opiniões diferentes? Afinal quem é o instigador, o inquisidor e extremista?

Deixem as pessoas organizarem-se, que se chame à justiça quem comete crimes e preocupem-se com coisas que são realmente importantes. 

Obrigado e boa noite

 

 

#nãosoudosporting

#gostoapenasdedarbitaites

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D