Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escrevo, logo existo

Escrevo, logo existo

livrosbolso-billboard
26
Abr20

O 25 de abril arruma a casa

Escrevo, logo existo

Neste 25 de abril parece que alguns levaram com um balde de água fria pelos cornos. Os ditos "novos" partidos salazarentos com cheiro a mofo, levaram nos cornos de todos os democratas presentes na cerimónia. A comunicação social também teve de enfiar o barrete porque também andou durante muito tempo a alimentá-los, nomeadamente a Iniciativa Liberal, o Chega e não esquecer o CDS-PP que apesar de ser antigo apresentam-no sempre como uma coisa nova. 

Eles levaram nos cornos e não foi só do PCP mas de muitos outros, pois o 25 de abril, obriga a muitos a assentarem os pés no chão, caso contrário, o povo mais à frente pode penaliza-los e o Presidente da República oportunisticamente apercebeu-se disso e foi obrigado pela força das circunstâncias a tomar uma atitude.

O Cotrim, o (A)ventura e os deputados do CDS-PP se tivessem um buraco escondiam-se lá dentro. O populismo em Portugal não tem futuro porque o nosso povo tem bem presente e bem enraizado, na sua cultura e sentimento, os valores e a importância do 25 de abril e sempre que estes cágados levantam a cabeça, é determinante que todas as forças democratas se unam para lhes fazer baixar a garimpa. 

No que toca ao ataque aos fascistas e populistas é preciso ter cuidado, nesta guerra saber quando ignora-los também é determinante, pois não lhes podemos dar hipótese para brilharem e por vezes mais vale deixa-los a falar sozinhos e é também isso que alguns democratas necessitam de perceber. 

Continuemos e temos de perceber que as melhores armas são as políticas concretas de melhoria de condições de vida das populações que os deixa sem escapatória nenhuma e sem espaço político para aproveitarem.

 

16
Abr20

Animais na cidade e no parlamento também temos alguns

Escrevo, logo existo

Tão belo que é ver as cidades a serem invadidas pelos animais nas cidades desocupadas de seres humanos, menos belo é quando eles invadem o parlamento português, nomeadamente o Hugo Almeida (CDS-PP) e o André Ventura (CHEGA), de facto as pessoas ficaram em casa e os animais saíram à rua.

O 25 de abril foi feito para o povo que respeita e defende a liberdade e não para "animais" que sempre desrespeitaram e lutaram contra o 25 de abril e a liberdade. A liberdade e a democracia é para quem a defende e não para quem defende o seu contrário. É impressionante quando estes animais intolerantes e populistas usam o termo "politicamente correcto", para serem politicamente incorrectos, os intolerantes não têm direito à tolerância!

Coitados dos bichos que não têm culpa nenhuma da anormalidade destes bichos, aos animais dignos de seu nome peço desculpa pela comparação, pois são dignos ao contrário dos segundos!

Viva o 25 de abril! Que se comemore na AR e em todas as casas!

 

10
Abr20

Diário de um covidista

Escrevo, logo existo

A minha mulher lembrou-me que não vou à rua há duas semanas. Rua? O que é isso?

Vocês também são daqueles que vestem roupa como se fossem para a rua, quando na verdade vão ficar alapados ao sofá o dia inteiro? Digo-vos um segredo, assim bem baixinho para não ferir a vista: Isso é estúpido! Daqui a nada vão para o trabalho de pijama. Ah esqueçam já existem “pessoas” a fazer isso.

A CP suprimiu os comboios da linha de Sintra e os comboios ficaram cheios, a boa notícia é que se fizerem isto muitas vezes eles vão começar a estar vazios. É a teoria do Malthus que vive na cabeça destes senhores.

O António Costa garante que não vem nenhuma Troika. Na verdade, o que ele queria dizer era “Não vem a troika, mas os cortes vêm de certeza”, também já tínhamos saudades que isto andasse para trás(fdss).

E o cheiro dos pés? Não fazia ideia que os chinelos pudessem cheirar tão mal devido a uso constante, o Ministério do Sono devia distribuir chinelos à prova de corona.

Tenho feito esforços para escrever todos os dias como acto de solidariedade, mentira é apenas pelo simples facto de gostar de escrever.

Também gosto de comer a mãe dos fachos e direitolas porque são umas grandas . . .

Este ano não há desfile do 25 de abril, os direitolas esfregam as mãos, não deixem de o comemorar em vossas casas, que normalmente esses maus hábitos pagam-se com juros.

Boris foi internado e Inglaterra começa a imprimir dinheiro . . . Pensavam que ia tecer alguma ligação sobre isso? Tenho mais que fazer! Bem vou ali banhar-me numa fossa de esgoto e dançar samba, não vá esta merda pegar-me.

07
Abr20

O novo velho racismo

Escrevo, logo existo

Se no passado o Hitler com o seu bigode ridículo discriminava, perseguia e matava os Judeus por considerar que estes mandavam no mundo, a nível económico, político e cultural. Hoje a direita vai pelo mesmo caminho em relação aos chineses, promovendo o ódio nos outros (sejam eles quais forem), para afastar a atenção de si mesmos. Vejamos uma coisa: a culpa da EDP ser do governo chinês não é deste, mas sim do governo português de então (PSD/CDS) que decidiu vender, repare-se, os mesmos que hoje alimentam o ódio ao governo chinês e aos chineses.
Curioso estamos perante um vendedor que meteu um aquecedor à venda do OLX e diz ao comprador "És um bandido porque compras-te o aquecedor!". A situação é tão ridícula que não dá para fazer outra coisa se não gozar, mas o assunto é sério, pois como dizia o outro "primeiro levaram os chineses e eu não me importei eu não era chinês etc etc".
Abraço boa quarentena e protejam-se das barbaridades daqueles que se querem aproveitar da miséria dos outros.

 

 

29
Jan20

Joacine e Ventura : Dupla de tango invencível

Escrevo, logo existo

Joacine voltou ao bar meio triste e Ventura convidou-a para dançar dando-lhe animo e força, como disse no inicio desta legislatura, estes dois vão alimentar-se um do outro, basta ver pelos "posts" no twitter de Rui Tavares, que está a aceitar este "convite para dançar": 

Capturar.JPG

É importante estarmos atentos a isto e não esquecer como sempre disse, um alimenta-se do outro. Um segredo o principal perigo da extrema direita não está nem no Chega nem no PNR, mas sim nos principais partidos, nomeadamente no CDS-PP (aquele gajo viciado em coca) e no PSD (vários gajos viciados em coca). 

Vamos lá combater isto ridicularizando e dando a importância política que tem que é: nenhuma! Dar-lhe importância é dar-lhe o que quer, claro e a sua companheira de tango também o quer, pois isto vai ser a sua tábua de salvação.

27
Jan20

Rearrumação de forças à direita: Qual a resposta à esquerda?

Escrevo, logo existo

Um CDS-PP e um PSD em definição dos seus caminhos, estratégias e táticas, entre o “centro” esquerda e a direita, se considerarmos que existe centro, espaço este que é uma falácia, pois não existe meias questões na política, ou se é de direita ou de esquerda!

O aparecimento de novas forças, desde o Chega à Iniciativa Liberal, a criarem um novo enquadramento para o eleitorado de direita mais “conservador” (para não dizer outra coisa).

O PSD de Rui Rio é um PSD que tenta disputar ao dito centro, resta saber se isto é suficiente para conquistar o poder, o presidente eleito do CDS-PP tenta disputar à direita o eleitorado, afirmando ao mesmo tempo que a quer unir a direita enquanto “vanguarda”, movimento este que Passos Coelho (D.Sebastião?) já veio dar um ar da sua graça. Esquecendo-se que a sua presença encontra-se em todo lado, menos nas graças do nosso povo que sofreu nas suas mãos.

Outra questão é que o povo está “sereno” como o PS gosta, mas não querendo isto dizer que está contente. Agora uma coisa é certa, irá manter-se enquanto não se apresentar uma alternativa mobilizadora quer à direita, quer à esquerda (espero eu à esquerda).  

O CDS-PP vive o mesmo dilema sendo que aqui a referência em vez de ser entre o Sá Carneiro e o Passos Coelho, é entre a direita católica conservadora (Salazarenta/populista) e a doutrina social da igreja menos populista e menos conservadora.

Como dizia o outro: “Com os problemas dos outros, posso eu bem!” o que me preocupa é; quando o PS der para o torto porque rebaixa-se à UE porque não renegoceia a divida nos seus prazos juros e montantes porque injeta dinheiro no novo banco que em nada contribui para o desenvolvimento do país. Será que existirá a força capaz e necessária para que estes direitolas que vestem calças beges, ou os outros que penteiam o cabelo para trás não voltem para lá e que garanta ao mesmo tempo que o PS não leve o país e os trabalhadores à desgraça? Uma alternativa de poder que se coloque agora, pois quando der para o torto já é tarde demais e o cassete dá a volta e toca o mesmo.

A história continua … Não percas o barco …

15
Dez19

Aristóteles o antigo Primeiro Ministro

Escrevo, logo existo

Aristóteles foi primeiro ministro, formado em medicina. Ele sempre foi um bom falante e nada ignorante, mais para o esperto do que para o inteligente. O que mais se destacou foi o esperto, nomeadamente nas suas relações humanas, confundem-se as económicas, políticas e pessoais.

Aristóteles era venerado pelos seus pares, todos se calavam para o ouvir porque tinha uma boa fala, toda a gente considera que ele diz a verdade, toda a gente confia nele e ele continua a misturar as relações políticas, económicas e familiares porque estes que confiam nele são também os que estão envolvidos na sua teia relacional, na sua esfera de influência.

Será que esta mistura esperta vai dar bom resultado?

Não percam o próximo episódio que alguém também não.

16
Nov19

Dinheiro -> Multibanco | Votos -> Urna

Escrevo, logo existo

O deputado do partido socialista Ascenso Simões veio defender, como medida de combate à abstenção, o voto eletrónico no multibanco, acontece que votar não é a mesma coisa que ver o saldo ou pagar a conta da luz e da água. É mais importante do que isso e se as pessoas não votam não é por terem preguiça de ir à assembleia eleitoral, é de facto por não quererem votar por questões políticas, ou seja, porque não acreditam, não creem na nossa democracia.

O erro crasso é o facto de não existir interesse por parte dos partidos do arco do poder (PS/PSD/CDS) de discutirem na origem do problema e isso acontece no caso de Ascenso Simões “esquece-se” que faz parte de um partido que tem grandes responsabilidades no desacreditar dos portugueses no nosso sistema político, durante as últimas 4 décadas, é na alteração dessas políticas que o Sr. Ascenso Simões não quer colocar a discussão.

O que muitos dos portugueses vêm é que faz com que não votem, é o banqueiro que afundou o banco e o governo que injeta dinheiro que é dos contribuintes, nesse mesmo banco, quando a responsabilidade não foi dos contribuintes, mas sim de Ban . . . Ladrão. Enquanto os salários continuam baixos, enquanto as pessoas continuam a não ter dinheiro para meter os filhos a estudar na faculdade etc . . .

Para resolver o problema da abstenção é necessário mudar o rumo das políticas, é necessária uma política que valorize as pessoas e não os mercados e a especulação.

p.s. Ascenso Simões deixe-se de conversas e de falinhas mansas e só espero que ninguém vá nessa conversa.

02
Nov19

Passerelle na Assembleia da República

Escrevo, logo existo

Um que precisa de uma porta, façam-lhe a vontade e se possível dêem-lhe com a porta na cabeça. A outra que é acompanhada de um homem de batina.

O que tem em comum? Querem chamar a atenção através do choque, alimentam-se um do outro. Quando um ataca o outro, ambos ganham destaque na Comunicação Social.

P.S. Não alimentem os populismos, eles alimentam-se da tua atenção, eles alimentam-se de ti.

 

Plano Nacional Leitura-mrec

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D